NEPAT_tarja_01.png

Coordenadoras

IMG_4297.JPG

Anna Viana

É mestranda em História e Culturas Políticas (início em 2020) e licenciada em História (2019) pela Universidade Federal de Minas Gerais. 

 

Participou da comissão organizadora do VIII Encontro de Pesquisa em História da UFMG (EPHIS/UFMG) e integrou o Núcleo de História do Projeto Residência Pedagógica da CAPES.

Pesquisa nazismo desde 2019 e, no mestrado, trabalha com os usos que a história adquire na obra O Mito do Século XX, de Alfred Rosenberg. A partir da mobilização do passado na narrativa do livro, pretende-se explorar qual é o conceito de história utilizado pelo autor e quais são as suas nuances argumentativas ao mobilizar o passado para referir-se a diferentes tempos históricos.

 

De maneira mais ampla, interessa-se pelo estudo dos usos do passado, das relações entre o tempo e a história, da teoria da história e da história intelectual. 

IMG_4298.JPG

Bárbara Deoti

É graduada em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (2020), na modalidade de licenciatura.

Integrou o núcleo de História da primeira turma do Programa Residência Pedagógica da CAPES. Durante a graduação desenvolveu um projeto de iniciação científica em que estudou a relação entre literatura e política na Inglaterra do século XIX.

Atualmente, pesquisa a representação do nazismo e dos nazistas em livros de ficção científica e história alternativa em que a Alemanha vence a Segunda Guerra Mundial, mais especificamente as obras de Philip K. Dick e Eric Norden.

 

Tem interesse principalmente nas áreas de literatura do século XX, representações literárias do nazismo e a relação entre história e literatura.

IMG_4307.JPG

Maria Visconti

É doutoranda em História e Culturas Políticas pela Universidade Federal de Minas Gerais (início em 2018) e membro da Perpetrator Studies Network. Mestre na linha de História e Culturas Políticas na mesma instituição (2017), onde também é licenciada em História (2014), com extensão universitária de um semestre na Universidade Friedrich-Alexander, em Erlangen-Nuremberg, Alemanha (2013).

Pesquisa nazismo desde 2012 e trabalhou no mestrado com o grupo de resistência ao nazismo Rosa Branca.

Sua pesquisa no doutorado é sobre as narrativas dos nazistas sobre si mesmos e sobre o Terceiro Reich no Julgamento de Nuremberg. Seu objetivo é criar uma série de arquétipos de formas de se apresentar e escapar da responsabilidade em um julgamento. Assim, essa pesquisa pode auxiliar a compreender narrativas similares em outros tribunais do pós-guerra.

 

Ao finalizar o doutorado, pretende continuar pesquisando o processo de desnazificação e as narrativas dos nazistas em seus julgamentos pós-guerra.